Publicado por: evitoria | 27 de agosto de 2013

Semana Digital


WP_20130823_001

Está aberta a nova temporada da semana digital no Centro Cultural Manoel Pereira Filho para toda população junqueirense, você que tem um computador em casa e sempre sonhou em operar chegou a hora de aprender, será aberta para toda população totalmente gratuito entre 13 e 45 anos ou mais idades, o início das inscrições será dia 1° de Setembro até o dia 6 setembro com Vilmar Dantas no Centro Cultural, com turmas manhã e tarde.

Inclusão digital é o processo de democratização do acesso à tecnologia da informação, desta forma funcionando como a ponte de ligação da Sociedade com o mundo digital.

Publicado por: evitoria | 26 de agosto de 2013

“CASAL” Descaso com a população de Junqueiro


 

68173_227385727394531_38915605_n

É grande a insatisfação dos Junqueirenes que estão sem o abastecimento de água que é de responsabilidade da empresa CASAL, que administra a cidade de Junqueiro e São Sebastião, sem  aviso a população, sem ajuda com caminhões pipa, a população fica ás escuras, sem  saber porque  faltou e quando  ira  retornar o abastecimento, os transtornos são muitos, escolas, postos de saúde, hospital todos  correm o  risco de parar, moradores estão se virando como podem, pois não há suporte por parte da empresa CASAL,  como não a notícias por parte da empresa  comenta-se na  cidade que somente na próxima  quarta-feira, 28 será reestabelecido o abastecimento de água.

images

Isso é um absurdo seja na quarta ou até mesmo hoje pois já estamos caminhando para 04 dias e sem contar que neste mesmo mês o fadado problema também ocorreu, com isso caminhamos para 10 dias sem água, mas será que a conta de água vira com valores deduzidos???? Quem sabe.

Publicado por: evitoria | 2 de julho de 2013

Fique por dentro !!!! leia mais …


 
Senado-avança-na-proposta-que-torna-crime-a-venda-de-bebidas-a-menores
 
“BEBIDA ALCOÓLICA A MENOR – CRIME OU CONTRAVENÇÃO PENAL?”

Rosa Cardoso Rosa e Roselaine da Silva Roberto [1]
Não é incomum ver em festas, bares e clubes, adolescentes menores, consumindo bebidas alcoólicas, como não é incomum ver-se condenações de pessoas com base no disposto no artigo 243 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), por venda de bebidas alcoólicas à menores de 18 anos.
“ECA – Art. 243. Vender, fornecer ainda que gratuitamente ou entregar, de qualquer forma, a criança ou adolescente, sem justa causa, produtos cujos componentes possam causar dependência física ou psíquica, ainda que por utilização indevida: Pena – detenção de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa, se o fato não constitui  crime mais grave.”[2]
Mas, um estudo feito sobre o assunto, mostra que a única tipificação penal para os casos inerentes a menores e bebidas alcoólicas, é a do artigo 63, inciso I, da Lei das Contravenções Penais, que define como contravenção o ato de SERVIR bebida alcoólica a menores.
“Art. 63. Servir bebidas alcoólicas:
I – a menor de dezoito anos; [2]
Nas hipóteses relacionadas a bebida alcoólica, não cabe a aplicação do art. 243 do ECA. O motivo? Porque muito embora se saiba que o álcool cause dependência física, para os fins específicos do ECA, ele  não é considerado como tal, pois o legislador, no art. 81, inciso II e III do Estatuto, estabeleceu uma nítida e inequívoca distinção entre álcool e produtos cujos componentes possam causar dependência física, ou psíquica como diz o art. 81 do ECA.
“Art. 81. É proibida a venda à criança ou ao adolescente de:
II – bebidas alcoólicas;
III – produtos cujos componentes possam causar dependência física ou psíquica ainda que por utilização indevida; [2]
Como o legislador, no inciso II, fez referência a bebidas alcoólicas e no inciso III fez referência a produtos cujos componentes possam causar dependência física ou psíquica , é porque pelo menos para os fins específicos desta lei, existe diferença entre uma coisa e outra, mas como no art. 243 o legislador não utilizou o termo bebida alcoólica, mas sim somente a expressão produtos cujos componentes possam causar dependência física ou psíquica, obviamente, ele não pode ser aplicado à espécie, pois a lei trata os produtos de maneira distinta.
Assim, se o ato de SERVIR, com certeza, indica uma infração tecnicamente maior do que o de ato de VENDER, pois o servir está mais próximo do ingerir do que o ato de vender, sendo assim, como podemos entender que o ato de servir, comine em um pena bem menor, por contravenção, do que ao vender, ao qual se pretende aplicar o art. 243 do ECA? É inadmissível.
Maior absurdo ainda, é não se punir quem vende bebida alcoólica a menor, no entanto, não consigo ver na Legislação Pátria, uma tipificação penal realmente correta para esta conduta reprovável.

Postado por DIREITOinblog às 13:52

Publicado por: evitoria | 2 de julho de 2013

Projeto permite que maior de 16 anos tire carteira de motorista


Projeto permite que maior de 16 anos tire carteira de motorista

Arquivo/ Leonardo Prado

Roberto Britto

Roberto Britto: responsável legal deverá se comprometer com atitude do jovem condutor.

A Câmara analisa o Projeto de Lei 4615/12, do deputado Roberto Britto (PP-BA), que permite a concessão de Carteira Nacional de Habilitação Especial ao maior de 16 anos de idade, desde que o responsável legal se comprometa com as atitudes do condutor.

O candidato terá de comprovar estar cursando o ensino médio, e a condução será limitada a veículos de passeio em áreas urbanas. O projeto acrescenta artigo ao Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9.503/97).

“Os pais ou responsáveis devem educar seus filhos impondo limites e cobrando responsabilidades”, diz o autor do projeto. “Quando os pais defendem o direito do filho maior de 16 e menor de 18 anos de conduzir o veículo da família é pela necessidade de dar-lhes responsabilidade e torná-lo cumpridor de suas obrigações.”

Tramitação
O projeto tramita em conjunto com o PL 571/11, que será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Viação e Transportes; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Posteriormente, as propostas serão votadas pelo Plenário.

Publicado por: evitoria | 2 de julho de 2013

Fique por dentro leia …


Som alto é crime? O policial e o cidadão perguntam…

 

Som alto

Muita gente não consegue ficar em paz com o barulho nas ruas. Carros, serestas, bares, carros de propaganda e até buzinas são os maiores vilões que intranqüilizam o sossegoalheio. Ao serem solicitados, muitos policiais se sentem inseguros para coibir a prática por não haver na lei a conduta prevista como crime. O que fazer se a Lei do Silêncio prevê 70 decibéis e o PM não tem o aparelho aferidor?

Em princípio, a Lei do Silêncio que muita gente comenta é norma municipal, como a lei 5354/98 sancionada aqui em Salvador. E tem cidades em que ainda não se editou nenhuma lei. A não ser que o policial esteja em blitz integrativa, dando poder de polícia aos agentes do município para a fiscalização administrativa, essa lei não nos interessa.

Então vejamos o que nos diz o Decreto-Lei 3688/41, Lei das Contravenções Penais — LCP:

Perturbação do trabalho ou do sossego alheios

Art. 42 – Perturbar alguém, o trabalho ou o sossego alheios:

I – com gritaria ou algazarra;
II – exercendo profissão incômoda ou ruidosa, em desacordo com as prescrições legais;
III – abusando de instrumentos sonoros ou sinais acústicos;
IV – provocando ou não procurando impedir barulho produzido por animal de que tem guarda:
Pena – prisão simples, de 15 (quinze) dias a 3 (três) meses, ou multa.

Como o elemento subjetivo da conduta é o dolo, o infrator precisa ter a vontade consciente de perturbar o sossego alheio para que se considere uma infração penal. E não é isso que normalmente acontece com um motorista, por exemplo, que aumenta o som de seu carro para beber num bar. Mas ele assume o risco, então teve dolo eventual. Ao homem médio, é natural se concluir que aquele volume de som pode causar incômodo a alguém. Portanto a guarnição realmente determinará ao dono do veículo que cesse o ruído, informando-lhe sobre o incômodo que o som está provocando. Havendo insistência do condutor, há o cometimento da contravenção e agora do crime de desobediência, Art. 330 do Código Penal, já que a ordem do servidor foi legal.

Na prática, é apenas solicitado ao dono que abaixe ou desligue o som. Não é a medida esperada pela lei. Cessado o ruído perturbador, não cessam seus efeitos. O PM não deve mensurar a ofensividade do bem, concluindo que se refere a uma infração de menor potencial ofensivo, pois já fez isso o legislador, que até o momento não revogou o dispositivo que ainda vige. Então a condução à delegacia é a medida que se espera do policial para que se previna a infração, que se responsabilize o seu autor e que o bem jurídico tutelado, o sossego alheio, recupere a lesão sofrida. E o solicitante, aquele mesmo que chamou a guarnição, tem o direito de exigir o cumprimento da lei.

Pouco importa se a Prefeitura Municipal concedeu ou não alvará para a prática de algum evento ou funcionamento de algum bar ou casa noturna. O âmbito aqui é penal. Cabe aos proprietários de seus bares e de suas casas noturnas impedir a saída do som para a parte externa de seus estabelecimentos. Pouco importa também a existência de prova técnica que ateste a quantidade de decibéis.

Vejamos a jurisprudência:

34005115 – CONTRAVENÇÃO PENAL – PERTURBAÇÃO DO TRABALHO OU DO SOSSEGO ALHEIOS – POLUIÇÃO SONORA – PROVA – ALVARÁ – O abuso de instrumentos sonoros, capaz de perturbar o trabalho ou o sossego alheios, tipifica a contravenção do art. 42, III, do Decreto-lei nº 3688/41, sendo irrelevante, para tanto, a ausência de prova técnica para aferição da quantidade de decibéis, bem como a concessão de alvará de funcionamento, que se sujeita a cassação ante o exercício irregular da atividade licenciada ou se o interesse público assim exigir. (TAMG – Ap 0195398-4 – 1ª C.Crim. – Rel. Juiz Gomes Lima – J. 27.09.1995)

34005370 – CONTRAVENÇÃO PENAL – PERTURBAÇÃO DO TRABALHO OU SOSSEGO ALHEIOS – SERESTA – PROVA PERICIAL – A promoção de serestas sem a devida proteção acústica, configura a infração prevista no art. 42 do Decreto-lei nº 3688/41, sendo desnecessária a prova pericial para comprovar a sua materialidade. (TAMG – Ap 0198218-3 – 1ª C.Crim. – Rel. Juiz Sérgio Braga – J. 29.08.1995)

34004991 – CONTRAVENÇÃO PENAL – PERTURBAÇÃO DO TRABALHO OU SOSSEGO ALHEIOS – CULTO RELIGIOSO – POLUIÇÃO SONORA – A liberdade de culto deve ater-se a normas de convivência e regras democráticas, tipificando a contravenção prevista no art. 42, I, do Decreto-lei nº 3688/41 os rituais que, através de poluição sonora ou do emprego de admoestações provocantes dirigidas aos vizinhos, perturbem a tranqüilidade destes. (TAMG – Ap 0174526-8 – 1ª C.Crim. – Rel. Juiz Sérgio Braga – J. 14.02.1995) (RJTAMG 58-59/443)

O bem jurídico Sossego Público não é um bem irrelevante. O silêncio é um direito do cidadão. A Polícia é obrigada a coibir essa prática desrespeitosa e promover a paz pública. O policial que lê esse post, tenha convicção que sua ação é respaldada pelo ordenamento jurídico.

Não esqueçamos ainda que a poluição sonora é crime disposto no artigo 54 da Lei 9605/98, Lei de Crimes Ambientais – LCA:

Art. 54. Causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana, ou que provoquem a mortandade de animais ou a destruição significativa da flora:
Pena – reclusão, de um a quatro anos, e multa.
Se o crime é culposo:
Pena – detenção, de seis meses a um ano, e multa.

Não se trata de revogação da contravenção, já que é norma posterior que trata da mesma matéria. Pois o objeto jurídico tutelado na LCP é o sossego ou trabalho de alguém sem o caráter difuso, coletivo, como na LCA. A poluição sonora constitui-se em ruído capaz de produzir incômodo ao bem-estar, ao sossego ou malefícios à saúde humana. Estudos mais acurados revelam que um indivíduo submetido diariamente à poluição sonora, pode apresentar sérios problemas de saúde como distúrbios neurológicos, cardíacos e até mesmo impotência sexual. Daí a evolução dessas discussões em assuntos ambientais.

A Polícia então deve atuar coercitivamente, promovendo a tranqüilidade social, a paz coletiva, e atender à ocorrência de perturbação do sossego, seja o solicitante que for. O cidadão tem o direito de viver sem perturbações. E a força do Estado é a Polícia, sob pena de cometimento do crime de prevaricação ou até mesmo de crime omissivo impróprio, respondendo pelas lesões causadas dos ruídos. Logo, cidadão, se você se sente incomodado em seu sossego, chame a Polícia e exija seus direitos.

Autor: Emmanoel Almeida -


SOM ALTO…BARULHO…SEJA EM SEU CARRO…SEJA EM SUA CASA…CONHEÇA A LEI

 

som-alto-150x150

 

Esse SOM ALTO que as pessoas usam nos carros – parados e/ou em trânsito,

OU EM SUA CASA, perturbando os vizinhos… é ILEGAL – É CRIME AMBIENTAL
………………………………………………
Esta no art. 54 da lei de crimes ambientais
……………………………………………….
Esta no art. 228 do CTB – código de trânsito brasileiro – da multa e apreensão do veículo
………………………………………………….
Esta no decreto federal 6514 de 22/7/2008 – da de 5 mil a 50 milhões reais de multa
…………………………………………………..

Qualquer pessoa que tiver DESRESPEITANDO e alguém ou algum VIZINHO DENUNCIAR, essa pessoa estará em maus lençóis.
………………………………………………………………………………..

A polícia JA ESTA AGINDO

Agora, quem trafegar e/ou usar som acima do permitido por lei ganhará duas coisas:

5 pontos na CNH e uma multa de R$ 127,69 – e não é só isso…é CRIME veja a lei abaixo…

Vejamos a jurisprudência:
34005115 – CONTRAVENÇÃO PENAL – PERTURBAÇÃO DO TRABALHO OU DO SOSSEGO ALHEIOS – POLUIÇÃO SONORA – PROVA – ALVARÁ – O abuso de instrumentos sonoros, capaz de perturbar o trabalho ou o sossego alheios, tipifica a contravenção do art. 42, III, do Decreto-lei nº 3688/41, sendo irrelevante, para tanto, a ausência de prova técnica para aferição da quantidade de decibéis, bem como a concessão de alvará de funcionamento, que se sujeita a cassação ante o exercício irregular da atividade licenciada ou se o interesse público assim exigir. (TAMG – Ap 0195398-4 – 1ª C.Crim. – Rel. Juiz Gomes Lima – J. 27.09.1995) – nisso ta INCLUIDO O SOM ALTO DE SUA CASA – NÃO PODE…esteja ciente de que vc será penalizado.

O bem jurídico Sossego Público não é um bem irrelevante. O silêncio é um direito do cidadão.

O agente é obrigado a coibir essa prática desrespeitosa e promover a paz pública.

Não esqueçamos ainda que a poluição sonora é crime disposto no artigo 54 da Lei 9605/98, Lei de Crimes Ambientais:
Art. 54. Causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana, ou que provoquem a mortandade de animais ou a destruição significativa da flora:
Pena – reclusão, de um a quatro anos, e multa.
Se o crime é culposo:
Pena – detenção, de seis meses a um ano, e multa.

Não se trata de revogação da contravenção, já que é norma posterior que trata da mesma matéria. Pois o objeto jurídico tutelado na LCP é o sossego ou trabalho de alguém sem o caráter difuso, coletivo, como na LCA.

A poluição sonora constitui-se em ruído capaz de produzir incômodo ao bem-estar, ao sossego e é malefícios à saúde humana…

selo poluição sonora

basta alguém DENUNCIAR VOCÊ para 190.

Estudos mais apurados revelam que um indivíduo submetido diariamente à poluição sonora, pode apresentar sérios problemas de saúde como distúrbios neurológicos, cardíacos e até mesmo impotência sexual daí a evolução dessas discussões em assuntos ambientais.

O aplicador as lei então deve atuar coercitivamente, promovendo a tranquilidade social, a paz coletiva, e atender à ocorrência de perturbação do sossego, seja o solicitante que for.

O cidadão tem o direito de viver sem perturbações, e a força do Estado é o Poder de Polícia, sob pena de cometimento do crime de prevaricação ou até mesmo de crime omissivo impróprio, respondendo pelas lesões causadas dos ruídos.

Logo, cidadão, se você se sente incomodado em seu sossego, chame um agente da lei e exija seus direitos.

O solicitante pode se recusar a acompanhar a guarnição para a Delegacia o cidadão que noticia o Estado acerca de uma infração penal não comete ato ilícito para lhe gerar uma obrigação, antes exerce seu direito e não pode ter sua liberdade mitigada por isso.

Acontece sempre, pois os vizinhos realmente não gostam de ser identificados para causar um problema interpessoal com o infrator.

Nada impede porém, que ele forneça seus dados para a autoridade via telefone a fim de serem arrolados no procedimento investigatório.
A guarnição não deve obrigá-lo a acompanhá-la, mas precisa pegar os dados e constar em relatório.

A penalidade para a perturbação do sossego alheio é a prisão por período de 15 dias a 3 meses, ou multa e, confirmando a emissão do som em níveis que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana (Decreto 6.514 de 22 de Julho de 2008), é configuradaPoluição Sonora e para este crime as multas variam de R$ 5 mil a R$ 50 milhões de reais.

No capítulo das infrações (capítulo XV), os artigos 227, 228 e 229 inicia o subgrupo relacionado com a emissão de ruídos e sons:

TRATANDO-SE DE AUTOMÓVEIS…

Em vigor desde Novembro/2006, a Resolução 204 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que regulamenta o artigo 228 do Código de Trânsito Brasileiro com competência do município , alerta para o alto volume de som em carros no trânsito e estabelece a metodologia que deverá ser adotada pelos agentes e autoridades de trânsito na medição.

Quem descumprir as normas previstas estará cometendo infração grave, estando sujeito às penalidades previstas no artigo 228, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que prevê multa de R$ 127,69, cinco pontos na CNH e a retenção do veículo para regularização.

AGORA…PRESTE MUITA ATENÇÃO AQUI:
Lei 9605/98, Lei de Crimes Ambientais: leia isso, vc vai perder seu som, além de sofrer as conseqüências, vai ser fichado na delegacia e vai ter uma multa de 5 mil a 50 milhões de reais…NÃO ABUSE, respeite a lei, respeite seus vizinhos, e mais…respeite sua família.

Art. 25 – CAPÍTULO III
DA APREENSÃO DO PRODUTO E DO INSTRUMENTO DE INFRAÇÃO ADMINISTRATIVA OU DE CRIME
Art. 25. Verificada a infração, serão apreendidos seus produtos e instrumentos, lavrando-se os respectivos autos ( seu SOM será apreendido )

§ 4º Os instrumentos utilizados na prática da infração serão vendidos, garantida a sua descaracterização por meio da reciclagem.

Art. 72 da Lei 9605/98: As infrações administrativas são punidas com as seguintes sanções, observado o disposto no art. 6º:
I – advertência; II – multa simples; III – multa diária;
IV – apreensão dos animais, produtos e subprodutos da fauna e flora, instrumentos, petrechos, equipamentos ou veículos de qualquer natureza utilizados na infração;

Lembrem-se: O som vai ser apreendido de qualquer jeito, no momento da constatação da infração

NÃO TENHA DÚVIDAS – seja som de carro…seja SOM de sua casa.
……………………………………………
Estudos mais apurados revelam que um indivíduo submetido diariamente à poluição sonora, pode apresentar sérios problemas de saúde como distúrbios neurológicos, cardíacos e até mesmo impotência sexual daí a evolução dessas discussões em assuntos ambientais.

…veja…O bem jurídico Sossego Público não é um bem irrelevante. O silêncio é um direito do cidadão.

O agente é obrigado a coibir essa prática desrespeitosa e promover a paz pública…

como pode ver, o bem jurídico não precisa de prova nesse caso, basta sua denúncia…

NÃO PRECISA DE PROVAS PELO DECIBELÍMETRO ( aparelho q. mede o som )

Observe que antigamente esse assunto era contravenção penal, mas depois que houve leis determinantes, deixou de ser contravenção penal e passou a ser crime, e crime ambiental conforme lei 9605 art. 54, portanto, NÃO É PRECISO PROVA DO DECIBELÍMETRO, se alguém te disser isso, mostre a lei a esse alguém…mesmo que for o policial e exija dele o cumprimento da lei

é assim que modificaremos certas atitudes sobre aquelas pessoas que tem o dever de nos defender.

Decreto Federal 6514 – Subseção III
Das Infrações Relativas à Poluição e outras Infrações Ambientais

Art. 61.  Causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana,

ou que provoquem a mortandade de animais ou a destruição significativa da biodiversidade:

Multa de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) a R$ 50.000.000,00 (cinqüenta milhões de reais).

Parágrafo único.  As multas e demais penalidades de que trata o caput serão aplicadas após laudo técnico elaborado pelo órgão ambiental competente, identificando a dimensão do dano decorrente da infração e em conformidade com a gradação do impacto.

Art. 62.  Incorre nas mesmas multas do art. 61 quem:
VII – deixar de adotar, quando assim o exigir a autoridade competente, medidas de precaução ou contenção em caso de risco ou de dano ambiental grave ou irreversível;
……………………………………………..
QUE FIQUE BEM CLARO…

Você que transita com seu SOM ALTO…além da contravenção…saiba que esta infringindo lei federal, é crime, seu carro será apreendido, você sofrera a multa, terá 4 pontos em sua CNH…

Ao mesmo tempo, você sofrera outra multa, que vai de 5 mil reais a 50 milhões de reais,

terá seu carro e seu SOM APREENDIDO e será fichado na delegacia de polícia…

ISSO É TAMBÉM para você que para na rua com o SOM ALTO…
Basta alguém te DENUNCIAR – mesmo anonimamente –

Outra coisa que você deve saber…se é que ainda não saiba…
O SOM DE SUA CASA ESTA NA MESMA LEI
basta alguém te DENUNCIAR ( mesmo anonimamente )
Você vai receber a visita da polícia…depois não reclame
Não pague pra ver…você vai perder.

O som de seu carro não pode ultrapassar o interior de seu veículo – essa é a lei
O som alto de sua casa não pode perturbar os vizinhos – essa é a lei

Não existe aquela história de que até as 10 hs pode ouvir seu som na altura que você desejar – acorde

a lei ta ai para quem quiser ver ou conhecer

ESTAMOS ENTENDIDOS?
Respeite a lei – respeite seus vizinhos – respeite sua família, ou a família dos outros
Não aposte na IMPUNIDADE…pois você vai perder

Fale com seus amigos sobre isso, seja COERENTE, se você não conhecia as leis, de atenção a quem conhece e esta te passando de graça

usufrua desse conhecimento e seja humilde…


10% dos casos são causados por agrotóxicos, segundo Sesau10% dos casos são causados por agrotóxicos, segundo Sesau

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) registrou, somente em 2012, 6.499 casos de intoxicação por exposição a substâncias químicas, sendo 10% causados por produtos agrotóxicos. Para evitar que a população seja exposta a essas substâncias nocivas à saúde, a Vigilância de Saúde Ambiental lançou um plano integrado para orientar consumidores e usuários destes produtos.

"Precisamos identificar junto com a população e com as entidades que lidam com agrotóxicos quais são essas substâncias, e onde elas estão inseridas", disse a diretora da Vigilância Ambiental, Elizabeth Rocha, sobre os objetivos do plano. De acordo com Elizabeth, o maior número de casos é registrado em Arapiraca, onde há grande atividade de agricultura familiar. "Dados do IBGE nos informam que a maioria usa agrotóxicos sem a orientação necessária, muitos nem sabem ler", disse.

“Estamos também cadastrando as principais áreas onde ocorrem as intoxicações a partir da procura da população nos postos de saúde”, informou Elizabeth. A partir desse cadastro, a Sesau terá uma lista das substâncias usadas em cada região. “Esse é um plano global. Nós estamos vendo não só o afetado, mas o todo. É importante também que a gente conheça o principal ativo para saber como vamos tratar”, concluiu.

Os sintomas da intoxicação por agrotóxicos são principalmente dores de cabeça, tonturas e vômitos. “Mas os sintomas variam de acordo com o tipo de substância”, explicou a diretora da Vigilância Ambiental. Ela alerta que ao contrário do que diz a crença popular, o leite não corta o efeito da intoxicação.

Fontes: Tudo na Hora.


Veículos são alvos de crimes em AlagoasVeículos são alvos de crimes em Alagoas

O primeiro dia de julho (1) foi marcado por vários homicídios na região da Grande Maceió. Uma das vítimas foi o jovem Sandriel Bruno Pereira, de 19 anos, executado a tiros dentro de seu veículo, quando trafegava pela Avenida Gustavo Paiva, em um bairro de Rio Largo, região metropolitana de Maceió.

As primeiras informações da polícia são de que Sandriel Bruno foi atingido por vários disparos deflagrados por dois homens armados que fugiram em outro veículo, de placa não anotada. O crime ocorreu por volta das dez da noite e os agentes da Delegacia de Homicídios não conseguiram informações que pudessem levar à prisão em flagrante dos criminosos.

Minutos antes a polícia registrou um outro assassinato no bairro do Vergel do Lago. O jovem Jefersson Thyrone Fernandes dos Santos, de 21 anos, foi atingido por cinco disparos quando caminhava pela Avenida Monte Castelo, uma das principais do bairro.

Ainda nesta segunda-feira, um homem de aproximadamente 35 anos, que não portava documentos, foi assassinado a facadas no bairro do Jacintinho. Neste caso, a polícia conseguiu identificar o autor do crime. No entanto, Valdivan dos Santos conseguiu fugir sem deixar pistas. Ele será investigado pela Delegacia de Homicídios.

No bairro da Levada, nas proximidades do terminal rodoviário, a polícia também registrou uma tentativa de homicídio, que teve como vítima o jovem Joaquim Felipe Mendonça Júnior, de 21 anos. Ele foi atingido por um tiro nas costas e foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado para o Hospital Geral do Estado (HGE).

Todos os casos serão investigados pelos agentes da Delegacia de Homicídios.

Fontes: Tudo na Hora.

Publicado por: evitoria | 2 de julho de 2013

Arraiá dos Aposentados – 2013


Com muito entusiasmo e alegria os aposentados dançaram forró e comemoram mais um ano do Arraia dos Aposentados que ocorreu neste dia 28 de junho em frente ao Banco do Brasil, com muito forró, animação, comidas típicas e concurso de melhor casal forrozeiro com premiação de 1º ao 4º lugar e sorteio de um lindo  balaio junino.

A festa contou com total apoio do Prefeito Fernando Soares Pereira, da Secretaria Municipal de Assistência Social Silvana Pereira e do Secretário de Comunicação e Eventos Paulinho Pereira e de todos os funcionários Banco do Brasil.

Clique aqui para ver as fotos do evento.

Se você gostou da matéria clique em

Publicado por: evitoria | 2 de julho de 2013

Arraiá dos Pequeninos do Centro Educacional Monteiro Lobato – 2013


O Centro Educacional Monteiro Lobato realizou no dia 27 de junho o Arraiá dos Pequeninos, onde houve a apresentação da Quadrilha Pirlimpimpim e o Coco de Roda Passinhos Mágicos, houve também o concurso do Rei e Rainha do Milho 2013 do Centro Educacional Monteiro Lobato, também teve várias premiações para os pequeninos, o Arraiá dos Pequeninos teve o apoio total do Prefeito Fernando Soares Pereira, Vice-prefeito Carlos Augusto e da Secretaria Municipal de Educação Estela Celina.

Clique aqui para ver mais fotos do evento.

Fotos: Rejane Foto

Se você gostou da matéria clique em

Publicado por: evitoria | 2 de julho de 2013

Arraia da Escola Municipal Professora Maria do Carmo Costa


No dia 27 de junho, a Escola Municipal Professora Maria do Carmo Costa realizou sua festa junina entre os funcionários. A animação ficou por conta do cantor Paulo Vaqueiro e seu trio de pé de serra. A alegria reinou entre todos os participantes, inclusive o vice-prefeito e sua família, que festejaram em clima junino com comidas e bebidas típicas, onde a ornamentação também foi fator importante para o sucesso do evento. Os funcionários dançaram uma quadrilha improvisada, porém rica e muito divertida, seguida de muito xote, xaxado e baião.

Clique aqui e veja as fotos do evento.

Se você gostou da matéria clique em

Publicado por: evitoria | 2 de julho de 2013

III Arraia do Projovem


A secretária de Assistência Silvana Pereira contando o apoio do Prefeito Municipal Fernando Pereira , oportunizou  ao grupo de adolescente do Projovem a realização do 3º arraia Junino, ocorrido na sede do Projovem Centro no dia 14 de junho. A animação contou com a participação do Cantor Wagner a fim de abrilhantar ainda mais o evento.

O 3º arraiá do Projovem teve a participação das famílias dos jovens do Projovens, representantes da Secretaria Municipal de Assistência Social e comunidade em geral. Durante o evento ouve concurso de forró com premiações, apresentação da quadrilha flor nordestina, sorteio do balaio junino, apresentações artística de são João com adolescentes do projovem e muitas comidas típicas.

O colorido das decorações juninas juntamente com a animação dos jovens e comunidade, cuminaram em um encerramento muito animado com forró pé de serra onde todos se envolveram agradecendo através de sua  participação no evento  a iniciativa deste grande trabalho realizado pela Secretaria Municipal de Assistência Social através da Secretária Silvana Pereira.

Clique aqui e veja mais fotos do evento.

Se você gostou da matéria clique em

Publicado por: evitoria | 2 de julho de 2013

Festa de São João do Grupo de Idosos


A festa de São João do Grupo de Idosos do CRAS de Junqueiro, ocorrida no dia 19 de junho no Clube Recreativo Junqueirense, mostra com exatidão o grande compromisso do Gestor do Município Fernando Pereira e da Secretária Municipal de Assistência Social, Silvana Pereira com este segmento, fazendo ascender cada vez mais à participação dos idosos com atividades saudáveis, na conquista de uma melhor qualidade de vida para cada idoso cadastrado no grupo de idosos, denominando Viver de Alegria.

Durante a festa juninas, que contou com a presença de varias autoridades locais,  os idosos se emocionaram bastantes, expondo depoimentos de agradecimentos  ao Prefeito Fernando Pereira e a Secretária de Assistência Social Silvana Pereira revelando o quanto suas vidas mudaram, se tornando pessoas valorizadas  após participarem das atividades do grupo.

Com muito entusiasmo e alegria, os idosos do grupo Viver de Alegria, apresentaram na festa junina uma quadrilha, dançaram forró, comeram comidas típicas e participaram do sorteio do balaio junino encerrando esta grande festa na praça multieventos do município ao serem convidados pela coordenadora de atenção básica de Saúde, Ana Claudia Guimarões, para abrilhantar ainda mais a caminhada da Saúde.

Clique aqui e veja mais fotos do evento.

Se você gostou da matéria clique em

Publicado por: evitoria | 2 de julho de 2013

CONFERÊNCIA INTERMUNICIPAL DE EDUCAÇÃO – CONAE 2014


Nos dias 20 e 21 os Municípios de Campo Alegre, Junqueiro e Teotônio Vilela realizaram a Conferência Intermunicipal de Educação, na escola Municipal Monsenhor Hildebrando Guimarães, na cidade de Campo Alegre – Alagoas. O acolhimento aos participantes ficou por conta de uma Equipe formada por profissionais dos três Municípios.

A Prefeita de Campo Alegre Pauline Pereira, representou os Prefeitos Fernando Pereira e Peu Pereira. Emocionada parabenizou a todos e enfatizou a importância da Conferência Intermunicipal que dá oportunidade aos profissionais da Educação interagir e debater sobre as propostas que poderão contribuir para atender melhor as necessidades de todos.

As Secretárias Municipais de Educação Josineide Granja (Campo Alegre), Estela Celina (Junqueiro) e Noêmia Pereira (Teotônio Vilela), enalteceram a todos os participantes que atenderam ao convite. Estiveram presentes aproximadamente 500 (quinhentas) pessoas durante os dois dias, entre elas, diversas autoridades de segmentos dos três Municípios e do Estado. Com bastante alegria as mesmas agradeceram aos palestrantes que vieram contribuir com o sucesso do evento. O renomado coordenador da Comissão Especial de Monitoramento e Sistematização do Fórum Nacional de Educação (FNE), Professor Arlindo Queiroz representante do Ministério da Educação – MEC, abordou sobre o Tema “O PNE na Articulação do sistema Nacional de Educação” no primeiro dia e, no segundo dia a psicóloga Vanda Meneses Barbosa, conhecida nacionalmente pela militância em movimentos sociais encantou aos participantes com o tema de sua palestra “Educação na perspectiva dos direitos humanos”. As duas palestras estabeleceram a explanação e debate baseado no texto base da CONAE 2014.

Na oportunidade foram eleitos delegados(as) que participarão da Conferência Estadual e poderão também ser eleitos para Conferência Nacional da Educação – CONAE 2014, que será realizada em Brasília, no período de 17 a 21 de fevereiro de 2014, com o objetivo de propor Política Nacional de Educação, indicando responsabilidades, corresponsabilidades, atribuições concorrentes, complementares e colaborativas entre os entes federados e os Sistemas de Ensino. A CONAE 2014 será um importante espaço democrático para a construção de diretrizes voltadas à política de educação brasileira e dos marcos regulatórios, na perspectiva da inclusão, igualdade e diversidade.

A Conferência Intermunicipal de Educação ocorreu de forma satisfatória, onde a sociedade ficou satisfeita por poder participar de um espaço democrático, concluindo as atividades dos dois dias com alegria.

Clique aqui! E veja mais fotos do evento.

Publicado por: evitoria | 21 de junho de 2013

Secretaria Municipal de Saúde Promove o Arraiá Vida Saudável


A Secretaria Municipal de Saúde de Junqueiro, promoveu o I Arraiá Vida Saudável, que ocorreu no dia 19 de junho, as 17:00 horas, na Praça Multi Eventos João José Pereira. O encontro se deu com o grupo que faz parte do Projeto Vida Saudável, que é promovido pela Secretaria de Saúde de Junqueiro, onde a ação é realizada todas as segundas, quartas e sextas às 17:00 horas, tendo como público alvo a população para realização de atividades físicas, como caminhadas a alongamentos.

O arraiá foi bastante movimentado, contando também com a participação do Grupo de dança do CRASS, com muito forró para a animação de todos, e bastante comidas típicas.

O Secretário de Saúde Carlos Augusto esteve presente ao evento, e falou da importância do Vida Saudável, e que para acontecer, é graças ao apóio da Prefeitura Municipal de Junqueiro  juntamente com a interação das demais secretarias parceiras envolvidas no projeto, onde desta forma traz mais qualidade de vida a todos da Terra da Paixão.

Clique aqui para ver mais fotos do evento.

Fotos: Carlos Home Vídeo.

Se você gostou da matéria clique em

« Newer Posts - Older Posts »

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.401 outros seguidores