Publicado por: evitoria | 12 de setembro de 2013

Rodoviários paralisam atividades para cobrar por segurança após morte de motorista


496de088a832d6ae55619d57805366ef

Os números são alarmantes e nenhuma medida adotada até o momento se mostrou eficiente para frear a situação. A violência persiste em andar de coletivo, fazendo com que funcionários e passageiros se tornem reféns da insegurança. Os assaltos a coletivos são ocorrências diárias no relatório do Centro Integrado de Operações (Ciods).

Nesta quarta-feira (11), o assassinato de um motorista enquanto seguia para o trabalho foi o estopim para que o Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário (Sinttro) novamente convocasse uma paralisação para cobrar segurança. A categoria pretende suspender os trabalhos das 09h à 12h.

Os rodoviários seguirão com os veículos até as avenidas Durval de Góes Monteiro (Tabuleiro) e Fernandes Lima (Farol), onde formarão um grande corredor, reivindicarão ações contra a violência que tomou como alvo os coletivos e devem lembrar a execução de Ivanildo Alves da Silveira, 44, ocorrida por volta das 05h de ontem, no bairro dos Santos Dumont.

Em entrevista ao CadaMinuto, o presidente do Sintrro, Écio Ângelo, lembrou que  mais de quarenta assaltos a coletivos foram registrados somente este ano e que, em algumas das ações, motoristas e cobradores chegaram a ser agredidos. No final do ano passado um rodoviário foi morto dentro de um ônibus.

Ainda segundo Écio, as ações promovidas pela segurança pública até o momento não surtiram o efeito esperado. Fato que ele acredita ser motivado pelo baixo efetivo policial.

Fonte: Cada Minuto.


Categorias

%d blogueiros gostam disto: