Publicado por: evitoria | 24 de setembro de 2013

Homem é amarrado e espancado após assaltar grávida no Poço


c503cfbbbd1063a26ddc9369ca62220b5b3eed3f

Maceió registrou mais um caso de espancamento na manhã desta terça-feira (24). Após assaltar uma mulher grávida que se dirigia à Maternidade Santa Mônica, Antônio de Oliveira Santos, de 19 anos, foi amarrado e agredido pela população no bairro do Poço. Segundo testemunhas, ele é conhecido como "Nego Bom" e já teria praticado outros roubos na região.

Aos gritos de "merece morrer" e "tem que apanhar para aprender", homens e mulheres aplicaram socos e pontapés contra o assaltante na rua Coronel Gomes Barbosa, no conjunto Santo Eduardo. Segundo a vítima do assalto, Luciana Ladislau, de 37 anos, Nego Bom estava armado com uma faca e a abordou quando estava a caminho da maternidade, por volta das 7h. "Ele me deu uma gravata no pescoço, enfiou a mão na minha bolsa e pegou meu celular", relatou Luciana.

Na fuga, de bicicleta, o assaltante foi perseguido por um homem que passava pelo local de motocicleta e percebeu o crime. Nego Bom foi desarmado e teve mãos e pés amarrados por outras pessoas que já haviam se aproximado. Em seguida, foi espancado com socos, chutes, empurrões e chicoteado com pedaços de fios.

Muito ferido e sangrando em várias partes do corpo, Nego Bom foi socorrido por uma equipe do 1º Batalhão da Polícia Militar e encaminhado à Central de Flagrantes.

De acordo com os dados da Defesa Social, 70 homicídios por espancamento já aconteceram de janeiro a setembro de 2013 no estado. Esse tipo de crime representa, no total, 5,22% dos crimes violentos letais e intencionais.

Leia mais: Por semana, 2 são mortos por espancamento em AL, afirma SEDS

Fonte: Tudo na Hora.


Categorias

%d blogueiros gostam disto: